Audiência no Cejusc/ UCPel concilia disputa entre 10 herdeiros

O Posto do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania na Universidade Católica de Pelotas (Cejusc/UCPel) foi responsável por mediar inventário partilhado entre 10 herdeiros. Ao todo, incluindo cônjuges, 17 pessoas tiveram envolvidas na ação que teve como resultado um entendimento amigável. O pré-processo segue para ser homologada pelo Juiz e Coordenador do Cejusc, Marcelo Cabral.As tratativas do inventário da família Blaas foram realizadas pelas mediadoras judiciais Ana Paula de Campos, Nara Maria Lima e Solange Tessmer. A acadêmica de Direito da UCPel e estagiária do Serviço de Assistência Judiciária (SAJ), Fernanda Romariz, começou o atendimento do caso com a supervisão da professora Márcia Mafra.Devido ao acordo, a resolução do inventário tornou-se muito mais célere e eficaz. A mediação é uma forma de resolver o conflito através do diálogo. No caso da família Blaas, o resultado obtido reafirma que o caminho da autocomposição é positivo e conquistado através do diálogo e da construção da paz.O Cejusc Posto UCPel foi inaugurado em março de 2015 e atende a comunidade para demandas pré-processuais. O atendimento é realizado de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 14h às 18h no prédio Santa Margarida, Rua Padre Anchieta, 1.274. Mais informações podem ser obtidas através do telefone (53) 2128.8299.foto da notícia