fbpx

A Católica de Pelotas (UCPel) vai sediar a edição deste ano da Conferência Regional pela Soberania Alimentar – Pelotas e região Sul. O evento ocorre no dia 6 de julho, a partir das 9h, e será realizado no Auditório Dom Antônio Zattera. As inscrições podem ser feitas até o dia do evento. 

Com o tema “A Fome Voltou! Medidas Já”, os representantes de 22 municípios da Zona Sul vão tratar sobre políticas públicas voltadas ao enfrentamento da fome e a miséria no cenário atual. 

Para aprofundar o debate acerca do assunto, o evento conta com quatro eixos de discussão. São eles: Produção, Abastecimento e Acesso aos Alimentos; Educação Alimentar e Qualidade dos Alimentos; Políticas Públicas de Segurança Alimentar e Nutricional; e, Sistema de Segurança Alimentar e Nutricional (Sisan). 

Promovida pelos conselhos Municipal e Estadual de Segurança Alimentar,  Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e a prefeitura de Pelotas, a atividade antecede a Conferência Estadual pela Soberania Alimentar, que vai ocorrer nos dias 27 e 28 deste mês em Porto Alegre.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (53) 98112-6544; (53) 98102-9057 ou pelo e-mail: comseapelotas@gmail.com.

Participação na construção de políticas públicas

Em 2019, a UCPel já havia sediado a Conferência Municipal de Soberania Alimentar, como relembra o professor do curso de Direito e extensionista do Núcleo de Economia Solidária e Incubação de Cooperativas (Nesic), Tiago Nunes. “Hoje é possível dizer que a UCPel é uma referência regional neste assunto por meio da extensão ou da pesquisa. Alunos, professores e extensionistas foram protagonistas na criação do Fórum Regional de Soberania Alimentar”, conta Tiago. 

A docente do curso de Serviço Social e do Programa de Pós-graduação em Política Social e Direitos Humanos da Católica de Pelotas (PPGPSDH), Cristine Ribeiro, destaca a importância da UCPel receber esse debate. “A atual conjuntura vem demonstrando que o avanço da fome anda a passos largos, que a insegurança alimentar aumentou no período pandêmico. Quando a universidade propicia um espaço que reúne forças populares, forças de gestões públicas e de autoridades, faz com que esse ambiente seja de construção e de denúncia do avanço da fome”,    

Programação:

8h – Credenciamento

9h – Abertura, com leitura e aprovação do regimento interno 

9h30min. – Painel – Contexto Estadual e Regional da Política de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional 

11h – Discussão 

12h – Início dos trabalhos em grupo 

13h – Intervalo para Almoço 

14h30min–Trabalhos em grupos 

15h30min – Plenária 

17h – Eleição dos delegados para a Conferência Estadual e encerramento

Redação: Kauã Blank

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *